COMO CHEGAR
 Atrativos Turísticos
 Equipamentos de voo
 Escola de Voo
 Esportes de Aventura
 Eventos
 Galeria de Fotos
 Galeria de Videos
 Lojas Fora do Ar
 Meteorologia
 Pousadas
 Rampas de Voo do ES
 Reportagens
 Sobre Alfredo Chaves
 Voo Duplo
Busca:
 
Escolas profissionalizam a prática do voo livre

Escolas profissionalizam a prática do voo livre

Após o término do curso, o aluno pode tirar a carteira de piloto

DA REDAÇÃO MULTIMÍDIA

Os que apreciam o voo livre têm um endereço certo para aprender a "voar": a região sul do estado. Essa realidade é

foto: Tarcísio Oliveira
voo livre
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Escola Voo Adventure 
Instrutor Rodolpho Cavalini
            
Local: Alfredo Chaves 
Duração média: 3 meses 
Preço: R$ 1.800,00
Contato: (27) 3269-1345

possível através das escolas e dos instrutores credenciados que, através de aulas teóricas e práticas, podem ensinar os interessados a voar de parapente entre três meses e um ano. 


De acordo com o instrutor, Rodolpho Cavalini, a matrícula pode ser feita a qualquer momento, isso porque o acompanhamento é individual. Atualmente três alunos fazem as aulas, todos em fases diferentes de aprendizagem. Na inicial, por exemplo, é dada a parte teórica, depois é feita a transição gradual para prática. 

Vôo Adventure

Alfredo Chaves conta ainda com a escola Voo Adventure, que é ministrada por Rodolpho Cavalini. Em média são três meses de duração, mas tudo depende do empenho do aluno. "Alguns conseguem fazer em tempo menor, outros demoram mais porque não podem comparecer a todos os encontros". 

As aulas são divididas por níveis. A primeira parte é sobre metereologia e movimento do vento. As práticas começam através dos voos rasos, onde é simulado o comportamento dos equipamentos no ar. Os locais escolhidos para este nível são fazendas com pequenos morros, propícias para que o aluno realize sucessivas decolagens e pousos. Já o vôo em grandes altitudes só é feito ao final do curso, quando, segundo orientações da Federação Capixaba de Voo Livre, é necessário fazer 20 voos supervisionados. 

Equipamentos

"Para voar com segurança é necessário fazer mais de cem voos acompanhados de um instrutor". Ele ainda ressalta que o principal objetivo de qualquer curso é conceder informações para que a pessoa possa voar com segurança.  

Geralmente, os equipamentos são disponibilizados pela própria escola, mas segundo Rodolpho Cavalini é importante que o aluno não deixe para comprá-los de última hora, principalmente, devido ao alto preço. Assim, o conselho é optar pelos usados. Um parapente novo, por exemplo, custa R$ 6 mil, já usado, é possível encontrar por R$ 2 mil. O selete, uma espécie de banco para o usuário, custa R$ 1,5 mil. O valor cai pela metade se for de segunda mão. Além desses equipamentos, ainda é necessário adquirir o pára-quedas reserva e o capacete. Todos precisam ser revisados anualmente e o tempo de vida depende do uso, mas em média é de quatro a cinco anos. 

As aulas são ministradas em Alfredo Chaves, e a promessa é que em 3 meses, o aluno seja capaz de voar sozinho. Mas Rodolpho alerta que antes de começar a fazer aulas é importante conferir se o instrutor é credenciado em alguma associação e, principalmente, se possui a carteira de piloto profissional. 

Quem conclui o curso, recebe um certificado que dá autorização para se inscrever na associação local, a AVLAC, e também na Federação Estadual. Após o cadastro, o ex-aluno fará uma prova, que se for aprovado, receberá a habilitação de piloto. 



 
Destaques

No Ar
Voo Duplo de Parapente - Liberdade total

Na Pedra
Não sou calango, mas...

Na Água
Para quem não tem medo de se molhar

Na Terra
Caminhada Ecológica - Aproveite a paisagem!


Newsletter




Enquete
Qual aventura você gostaria de fazer?
Voo duplo
Rapel
Bóia Cross
Ecopasseio
Kaiake

  








Avenida Getulio Vargas, s/n - Centro, Alfredo Chaves-ES - 29240-000 :: (27) 3269-1345 | (27) 9981-6751